logosenecefinal

Dirigentes sindicais se reúnem por medidas para o primeiro trimestre de 2016

 

Em reunião na última terça-feira 26, na sede do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Ceará (Senece), os dirigentes sindicais das categorias dos enfermeiros, dos farmacêuticos, dos odontólogos, dos veterinários, dos nutricionistas e dos assistentes sociais, deliberam uma agenda sindical, onde estabeleceram um cronograma de atividades, colocando as principais pautas das categorias dos profissionais de nível superior da saúde do Ceará em discussão não só no estado, mas no país. A presidente do Senece, Telma Cordeira, reafirmou que todos os esforços serão reanimados para pressionar o governo do estado para um posicionamento e uma abertura de diálogo com os trabalhadores.

“Em 2015, as audiências públicas, atos, manifestações e todas as paralisações de atividades realizadas tiveram um peso significativo na abertura de diálogo com a imprensa e gestores, mas os resultados ainda não são satisfatórios para os servidores. Alguns parlamentares assumiram o compromisso em intermediar uma audiência com o governador Camilo Santana, vamos cobrar essa audiência. Este é um ano eleitoral e devemos medir o cenário político na escolha da troca de gestão ou a sua permanência”. Afirmou Telma.

Os profissionais reivindicam o aumento do salário base (ref. 101) em 172%; a manutenção de todas as gratificações; a garantia de que nenhum servidor tenha perda salarial; a realização de concurso público para servidores estatutários, diminuindo o repasse de verbas públicas para terceirização de servidores e, consecutivamente, a diminuição da precarização do trabalhador da saúde no estado do Ceará.

Uma assembleia foi deliberada para o dia 2 de fevereiro, com as categorias dos profissionais de nível superior da saúde do estado do Ceará. Após esta reunião, as decisões serão colocadas em práticas em uma agenda sindical sistemática ainda neste primeiro trimestre de 2016.

Últimas Notícias