logosenecefinal

Negociação não avança e servidores decidem por estado de greve

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

 

 

 

A manhã desta quarta-feira, 26/9, foi marcada por protesto no município de Paracuru. A paralisação de atividades dos servidores municipais da saúde reivindica abertura de diálogo com a atual gestão e melhores condições de trabalho.  

 

 

Na pauta, a urgência em restituir perdas de mais de 5 anos, a melhoria das condições de trabalho e um plano de cargos, carreiras e salários foram propostas aprovadas e consideradas como prioridades na negociação.

 

 

Os servidores foram recebidos, durante o protesto, pelo prefeito de Paracuru, Eliabe de Oliveira, acompanhado do procurador e da secretária da saúde do município. Na negociação, as reivindicações não foram atendidas e os trabalhadores decidem por estado de greve, até que a pauta da greve geral seja aprovada.

No último dia 17 de setembro, em assembleia, os profissionais elaboraram uma pauta única com as principais reivindicações. Os sindicatos das categorias puxam a mobilização e oferecem suporte legal na legitimação do ato e na mediação entre servidores e gestão. 

 

 

Durante a assembleia, os servidores relataram que diversos ofícios foram enviados à Prefeitura de Paracuru e a resposta dada foi que não teriam nenhuma proposta para apresentar.

Diante do contexto, as categorias dos servidores municipais de saúde deliberaram uma paralisação, que iniciou com um ato, nesta manhã, na Praça Matriz, depois os trabalhadores seguiram em caminhada percorrendo as principais ruas do centro até a Prefeitura de Paracuru.  

Uma assembleia geral será marcada para votação da greve geral no município de Paracuru. 

Últimas Notícias