logosenecefinal

Nota de apoio à saúde mental

 

 

 

O Sindicato dos Enfermeiros do Ceará, defensor da saúde mental no Ceará, se junta a outras entidades representativas contra o já chamado “revogaço” do  Governo Bolsonaro, denunciado pela revista Época, em mais um ato de total desrespeito e desmonte no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Em meio à pandemia, com o registro de mais de 176 mil mortos pela Covid-19, foi dado o alerta ao risco da revogação de, aproximadamente, 100 portarias do Ministério da Saúde sobre a saúde mental. Caso venha ocorrer, o ato deixará comprometido o atendimento à saúde mental de milhares de brasileiros em todo o país.

 

Considerando a gravidade do cenário político-social que o Brasil enfrenta, a categoria dos enfermeiros do Ceará manifesta seu posicionamento contrário ao enfraquecimento da saúde mental no país. Nos colocamos à disposição do movimento da saúde mental  para articular o diálogo e a resistência pelo desserviço prestado do Ministério da Saúde à população brasileira.

 

Solicitamos aos nossos filiados e a todos da enfermagem cearense para assinarem a petição que segue no link em defesa do SUS, da Saúde Mental e dos brasileiros.

Acesse:

http://chng.it/ftJ5bXj7

 

Últimas Notícias