logosenecefinal

Repúdio ao valor atribuído a título de pagamento por plantão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

 

 

#Repúdio Os profissionais da saúde, LATO SENSU, durante este período pandêmico, têm sido, por deveras, sacrificados no aspecto físico e emocional. Todos, após um ano de profunda exaustão na luta contra um vírus, que se apresenta de alta complexidade e letalidade, apresentam-se exauridos em suas forças. Todavia, o que mais fere a integridade da categoria dos enfermeiros é o desdém com que as autoridades públicas tratam a categoria, quando a questão versa sobre remuneração.

É inaceitável a falta de sensibilidade do administrador público revelada na LEI Nº 11.095, DE 22 DE MARÇO DE 2021 que : “Autoriza o Município de Fortaleza a realizar credenciamento de profissionais da área de saúde para atuarem na assistência, na prevenção e no combate à pandemia da covid-19 e dá outras providências. ” O valor atribuído a título de pagamento por plantão à categoria desprezou a realidade vivida pelos profissionais no dia a dia no trato com o paciente de covid-19.

O enfermeiro é o responsável direto pela assistência do paciente e cabe a ele todas as diretrizes procedimentais de conduta no acompanhamento dos pacientes. Sua jornada é exaustiva no trato dos mesmos. Inadmissível foi a majoração do valor de seu trabalho, como mero executor de procedimentos, não lhe sendo auferido o valor de gestor e administrador de procedimentos. Mais lamentável é saber que tão desconsideração à labuta da categoria se dá em um momento onde não poupa esforços em dar o melhor de sua capacidade. O valor, ora ofertado em alguns casos, só cobre o adicional de insalubridade em seu percentual máximo. Assim, repudiamos a desconsideração oficializada pelo gestor na elaboração da Lei 11.095/2021 e registramos nosso protesto.

O setor jurídico do Senece entrará com representação legal contra a medida. 

Últimas Notícias