logosenecefinal

Reunião na Secretaria Municipal da Saúde

Em reunião na Secretaria Municipal da Saúde, nesta tarde (25), dois cenários foram apresentados pela gestão municipal de Fortaleza. Em um deles, teve o reconhecimento das 40 horas semanais.

O segundo cenário foi recusado pelos sindicatos. A prefeitura quer acompanhar a orientação da Advogacia-Geral da União (AGU), ou seja, salário-base (VB) mais gratificação fixa. Com as gratificações na atenção primária, secundária e terciária, sendo elas GAP, GAS e GEAT, do IJF, com 10% 20% e 40%, respectivamente, vinculadas ao piso, ocorrerá perda ao servidor público.

Durante a reunião, dirigentes sindicais apontaram que pela proposta apresentada a carreira do servidor foi desrespeitada. Na avaliação do diretor do Sindicato dos Enfermeiros do Ceará, Plauto Rocha, o momento é de garantir que não transcorra retrocesso com direitos já conquistados.

“O avanço do reconhecimento das 40 horas semanais é positivo, no entanto, não podemos aceitar mais retiradas. O Plano de Cargo, Carreira e Salários (PCCS) ficou de fora. O que precisamos é assegurar que o piso salarial entre como vencimento-base de início de carreira. Da forma apresentada, a desconfiguração do direito ao PCCS é indigna com a categoria”. Afirmou

Últimas Notícias