logosenecefinal

Em protesto, servidores levam às unidades de saúde o bloco “A Saúde Resiste”

 

 

Servidores estaduais da saúde estão mobilizados, em estado de greve, desde o início do mês de fevereiro, com uma agenda de mobilizações pela aprovação da pauta de reivindicação pelo reajuste salarial e a efetivação da ascensão funcional. Com um bloco que leva o nome “A Saúde Resiste”, o movimento já percorreu as principais unidades de saúde e promete mobilizar a base dos servidores da saúde até que pleito seja atendido. 

 

 

Na manhã desta terça (11), o primeiro ato correu, no Hospital Albert Sabin, na presença do Sindicato dos Enfermeiros do Ceará, Sindsaúde, Sinfarce e outras frentes sindicais. No final, os representantes do movimento da Saúde se juntaram a outras categorias dos servidores estaduais, em frente ao Palácio da Abolição, e ficaram concentrados, até serem recebidos por uma comissão de representantes do governo. 

 

 

Durante a reunião com a comissão, foi informado que a reivindicação ainda continua em análise, ou seja, eles seguem com a embromação. Segundo a vice-presidente do Senece, Telma Cordeiro, a sensação no final foi a de que a comissão não tinha resolutividade. “A resposta já era esperada por todos, o que precisamos é manter  a base articulada e continuar com o estado de greve. Novamente, convido todas as categorias a agirem” ! A luta continua. 

 

Serviço 

Próximo ato

Data: Quinta-feira, 13 de fevereiro

Local: Hospital São José

Horário: 6H30

 

 

Últimas Notícias